terça-feira, 29 de março de 2011

CRISTÃO VIVENDO NO MUNDO CORROMPIDO

Não peço que os tires do mundo, e sim que os guardes do mal. João 17.15



A Bíblia desafia o ser humano quando afirma que é necessário crê em Jesus Cristo, único mediador entre Deus e os homens, para se obter a salvação pessoal. Quanto aos membros da Igreja do Senhor Jesus Cristo o desafio é em relação aos conceitos bíblicos sobre o viver genuinamente cristão num mundo corrompido, pois requer o exercício de uma fé pura que satisfaça não apenas ao intelecto e as emoções pessoais, mas a vontade de Deus. No entanto, há uma necessidade muito grande no meio da Igreja de Cristo no que diz respeito ao domínio bíblico sobre o que se vive e prega.
Outra barreira a ser superada é o pouco conhecimento da doutrina bíblica e das verdades, a fim de se defender o que se crê. Sendo assim, nos dias hodiernos de frieza espiritual, modismo, relativismo bíblico, heresias e de sectarismo exacerbado, se faz necessário tomar consciência, acertar o caminho e fazer parte da Igreja da fidelidade bíblica e da credibilidade no mundo.

O texto de 1 Pedro 1.13-23 diz o seguinte: Por isso, cingindo o vosso entendimento, sede sóbrios e esperai inteiramente na graça que vos está sendo trazida na revelação de Jesus Cristo. Como filhos da obediência, não vos amoldeis às paixões que tínheis anteriormente na vossa ignorância; pelo contrário, segundo é santo aquele que vos chamou, tornai-vos santos também vós mesmos em todo o vosso procedimento, porque escrito está: Sede santos, porque eu sou santo. Ora, se invocais como Pai aquele que, sem acepção de pessoas, julga segundo as obras de cada um, portai-vos com temor durante o tempo da vossa peregrinação, sabendo que não foi mediante coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados do vosso fútil procedimento que vossos pais vos legaram, mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo, conhecido, com efeito, antes da fundação do mundo, porém manifestado no fim dos tempos, por amor de vós que, por meio dele, tendes fé em Deus, o qual o ressuscitou dentre os mortos e lhe deu glória, de sorte que a vossa fé e esperança estejam em Deus. Tendo purificado a vossa alma, pela vossa obediência à verdade, tendo em vista o amor fraternal não fingido, amai-vos, de coração, uns aos outros ardentemente, pois fostes regenerados não de semente corruptível, mas de incorruptível, mediante a palavra de Deus, a qual vive e é permanente.


Bem partindo deste texto entende que o homem ao ser gerado novamente pela semente incorruptível torna-se digno do reino dos céus mediante uma vida santa por intermédio da expiação e redenção de Jesus Cristo no calvário, através do poder regenerador, inspirador e santificador do Espírito Santo, que capacita viver como fiel testemunha do poder de Cristo. É o que assegura o texto de Hebres 9.13-15:

Portanto, se o sangue de bodes e de touros e a cinza de uma novilha, aspergidos sobre os contaminados, os santificam, quanto à purificação da carne, muito mais o sangue de Cristo, que, pelo Espírito eterno, a si mesmo se ofereceu sem mácula a Deus, purificará a nossa consciência de obras mortas, para servirmos ao Deus vivo! Por isso mesmo, ele é o Mediador da nova aliança, a fim de que, intervindo a morte para remissão das transgressões que havia sob a primeira aliança, recebam a promessa da eterna herança aqueles que têm sido chamados.

A Palavra de Deus é, portanto, muito clara quanto a isto, porque a ação do Espírito Santo além de imprimir o esclarecimento em quem lê, age diretamente na renovação da vida humana. Sendo assim, se você crê na Palavra, exercite sua fé, defenda o que acredita e atue transformando vidas.


E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.  Romanos 12.2

Um comentário: